(19) 3459-8900

Notícias

Câmara Municipal de

Santa Bárbara D'Oeste

Notícias

APÓS REUNIÃO, ANÍZIO DECIDE INCLUIR PROJETO SOBRE CONVÊNIO COM ABRIGO NA ORDEM DO DIA


      A convite do presidente da Câmara de Santa Bárbara d’Oeste, Anízio Tavares da Silva (DEM), representantes da Prefeitura e da Casa Abrigo Novo Amanhecer se reuniram hoje (10), na sede do Legislativo, para debater o projeto que prevê a realização de convênio entre a Administração Municipal e a instituição Amigos do Casulo, de Nova Odessa. O objetivo do convênio é reduzir a superlotação do abrigo barbarense, transferindo crianças para a entidade do município vizinho. Após o encontro, ficou definida a inclusão do projeto, na próxima sessão ordinária.

      Durante a reunião, as representantes da Casa Abrigo afirmaram ser favoráveis ao convênio, devido à superlotação da instituição barbarense e à incapacidade de receber mais crianças. No convênio firmado com a Prefeitura, estava previsto o atendimento de 20 menores, de até 12 anos, mas, no momento, a instituição abriga 31 crianças. A presidente da entidade, Leila Lima, questionou a divulgação pela Prefeitura do número de crianças que precisam ser transferidas, o que gera preocupação entre os internos. Ela também criticou o fato de a Administração Municipal repassar R$ 1,4 mil mensais por criança atendida pela Amigos do Casulo, enquanto para a Casa Abrigo são repassados R$ 12 mil, para o atendimento de todos os menores.

      A secretária municipal de Assistência Social, Mercedes Roveri Grande, por sua vez, ressaltou que o contrato com a entidade de Nova Odessa é emergencial, atendendo a uma determinação da Justiça. Ela também justificou a divulgação do número de crianças transferidas, alegando que um projeto que entra na Câmara para ser votado é um documento público e, por isso, deve ser divulgado.

      Mercedes ainda destacou que a Prefeitura pretende criar um abrigo municipal, no Jardim Santa Rita, após a transferência dos alunos da EMEI Charles Keese Dodson para duas unidades de ensino, no mesmo bairro, no Jardim Santa Rita. “Nós queremos reduzir a superlotação da Casa Abrigo e ter conhecimento real de quanto é gasto por criança”, disse. Apesar da criação de um abrigo municipal, Mercedes afirmou que o município pretende renovar o contrato com a Casa Abrigo, que termina no dia 31 deste mês. Para o próximo ano, ela ainda destacou que haverá um reajuste nos valores pagos à entidade, sem revelar o valor. A Casa Abrigo pede o repasse de cerca de R$ 1,2 mil mensais por criança.

      Para o presidente da Câmara, a reunião foi positiva, pois os parlamentares foram informados sobre a necessidade de inclusão do projeto que dispõe sobre o convênio na pauta de votação. Anízio também destacou que os vereadores presentes na reunião entenderam a necessidade de aprovação da propositura, para garantir o bem estar dos menores. “Havia um desencontro de informações entre representantes da Prefeitura e do abrigo, mas a partir da discussão entre as partes, chegamos a um entendimento. Todos concordam com a necessidade criar mais vagas, por isso o convênio é necessário”, disse.

      O secretário de Governo, Gilmar Margato, e assistente social do Fundo Social de Solidariedade, Ana Lúcia Luz, também participaram da reunião. Entre os vereadores, estiveram presentes Ademir da Silva (PT), Danilo Godoy (PSDB), Ducimar de Jesus Cardoso, o Kadu Garçom (PR), e José Luis Fornasari, o Joi (PPS). Os vereadores Carlos Fontes (DEM), Fabiano Ruiz Martinez, o Pinguim (PDT), e José Antonio Aborihan Gonçalves, o Zeca (PV), foram representados por seus assessores.
 


Publicado em: 10 de dezembro de 2009

Publicado por: Câmara Municipal

Cadastre-se e receba notícias em seu email

Categoria: Notícias da Câmara