Vereadores aprovam dissídio de 1,69% para servidores municipais

Publicado em: 30 de maio de 2018

Com a presença de um grupo de servidores municipais, os vereadores barbarenses aprovaram, hoje (30), por unanimidade, os Projetos de Lei Complementar 08, 11 e 12/2018, os quais tratam do dissídio dos servidores municipais da Administração Direta, do DAE (Departamento de Água e Esgoto), da Câmara Municipal e do subsídio dos parlamentares. Todos os projetos reajustam os vencimentos em 1,69%, conforme inflação registrada pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

 

A convocação dessa extraordinária, para apreciar o dissídio dos servidores municipais, foi feita pelo presidente da Câmara, Ducimar Cardoso, o Kadu Garçom (PR), a pedido dos próprios funcionários da Prefeitura, que se manifestaram ontem contra a proposta e tentaram, sem sucesso, obter uma emenda ao projeto do Executivo, ampliando o reajuste dos salários de 1,69% para 2,69%, assim como o vale-alimentação, de R$ 464 para R$ 500. O reajuste de 1,69% já havia sido aceito pelo Sindicato dos Trabalhadores Municipais.

 

Nesta tarde, os trabalhadores presentes na Câmara mais uma vez se manifestaram contra o acordo do Sindicato e pediram que o presidente do Legislativo convidasse representantes dessa entidade a prestar esclarecimentos, alegando que a grande maioria dos funcionários da Prefeitura é contra esse reajuste e não teria aceitado o acordo firmado com a Administração Municipal.


Publicado por: Fernando Campos - Mtb 39.684

Cadastre-se e receba notícias em seu email