Notícia

Encaminhar esta notícia Imprimir esta notícia Aumentar fonte Diminuir fonte

Demora na entrega de UBS no bairro Dona Regina gera questionamento à Prefeitura

19/12/2017

O vereador Antônio Carlos Ribeiro, o Carlão Motorista (PDT), por meio de requerimento protocolado na Câmara, pede informações à Administração Municipal quanto à demora na entrega e inauguração da UBS (Unidade Básica de Saúde) “Rubens Ribeiro”, localizada no bairro Dona Regina. O parlamentar afirma que essa demora está causando transtorno aos moradores da região, principalmente pelo fato de que o prédio está concluído há mais de dois anos e até o momento essa unidade está à disposição somente do matagal que toma conta de seu jardim e de sua calçada.

No pedido de informações, Carlão indaga o motivo de a UBS ainda não ter sido colocada em funcionamento, quais são os mobiliários, equipamentos e demais itens necessários para abertura da referida unidade e qual o valor estimado para que isso ocorra. O vereador pergunta, também, quantos servidores para que a unidade tenha pleno funcionamento e qual o valor investido até o momento na construção dessa nova UBS. A existência de alguma previsão para entrega oficial da unidade, a realização de serviços de manutenção nesse período em que a mesma está fechada e a previsão de usuários atendidos no local são outros questionamentos do vereador.

Ainda no requerimento, Carlão aponta que a Prefeitura aluga diferentes imóveis no Município e que, por outro lado, dispõe de alguns prédios fechados, como é o caso da UBS do Dona Regina. Ele cita ainda resposta a outro requerimento de sua autoria, na qual a Prefeitura assumiu a impossibilidade de inaugurar a referida unidade pela falta de servidores e pela impossibilidade de contratar novos profissionais em função de já ter atingido o limite de despesas com folha de pagamento, conforme a Lei de Responsabilidade Fiscal.  Com base nessas informações, o vereador pergunta se não seria interessante para a Prefeitura, visando a economia de recursos, utilizar o prédio para abrigar algum órgão que esteja em imóvel alugado. Ele questiona também o que impede que isso ocorra, mesmo que de maneira provisória.

Abandono do prédio tem revoltado moradores do bairro


Publicada por em 19/12/2017

Receba as notícias da Câmara em seu email